quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Moradores ameaçam fechar RSC 431



Em protesto contra assaltos e péssimas condições da via, Linha Colussi pretende trancar acesso a Bento


 
Após a onda de assaltos que apavorou motoristas que utilizam a RSC 431, entre Dois Lajeados e Bento Gonçalves, moradores da Linha Colussi procuraram a imprensa, ameaçando fechar a via para o tráfego de veículos caso as autoridades na tome alguma atitude. Diante de ações ousadas e seguidas de uma quadrilha, que não só abordava veículos, mas também realizava assaltos a residências, a polícia rodoviária de Bento Gonçalves intensificou as ações de fiscalização, realizando blitz, principalmente após as 20h30min.


Medo na estrada


A estrada de chão esburacada e estreita, principalmente na altura dos viadutos dos trilhos do trem, dos quilômetros 17 ao 20, foi o cenário escolhido por bandidos para implantar o terror entre os usuários da via. Armados e encapuzados, os assaltantes levavam desde dinheiro vivo, pertences de valor e celulares, até veículos dos que passavam pelo local. Inclusive, abordavam vários automóveis de uma só vez, provocando uma fila de espera para o assalto.
Os motoristas, entre o pânico e a revolta, contam que nos primeiros casos de assalto, foram recebidos pela polícia com pouco caso. “Ligávamos em Guaporé, nos diziam que a responsabilidade era de Bento. Ligávamos para Bento, mas não tinha como nos atender naquele momento. Ligávamos para a civil, nos diziam que era com a Polícia Rodoviária”, explica uma das vítimas, que prefere não se identificar.


Protesto


Os moradores das redondezas afirmam que houve descaso por parte das autoridades, que só resolveram tomar atitudes após dezenas de assaltos. Dora Pedrassani, moradora da Linha Colussi, explica a situação em que se encontram os moradores. “Estamos muito tristes, apavorados com a onda de assaltos. Isso acontece porque há muitos buracos e a estrada em péssimas condições, fazendo as pessoas reduzirem a velocidade. Em quinze dias, houve dois sequestros-relâmpago. Na semana retrasada, foram assaltados seis automóveis, um atrás do outro e dez casas foram assaltadas nas redondezas.
Aqui não tem policiamento, ninguém passa para dar uma olhada. Imaginem vocês, além da buraqueira, da poeira, agora os assaltos. Estamos apavorados, estamos pedindo socorro. Conversei com a polícia rodoviária, com o prefeito de Monte Belo do Sul, estamos buscando ajuda”, desabafa.
A comunidade chegou a se mobilizar para realizar um ato público, com fechamento da RSC 431. “Estamos conversando com as pessoas. Ou são tomadas atitudes urgentes para o final do asfaltamento e mais policiamento, ou fechamos de vez a estrada. Não tem essa de fechar só 20 minutos, vamos fechar mesmo. No momento em que precisamos, não recebemos ajuda. Estamos cansados. Vamos fechar mesmo”, ameaça Dora.

 
Polícia Rodoviária realiza ação


O major Ordeli Savedra, comandante do 3° Batalhão da Brigada Militar de Bento Gonçalves, afirma que a polícia rodoviária está tomando atitudes para acabar com o problema dos assaltos, e capturar os assaltantes. “Nós vamos iniciar algumas ações que possam prevenir esse tipo de ocorrência e, quem sabe, pegar em flagrante, prender, essas pessoas que estão tirando a ordem e o sossego de quem está transitando aí, principalmente no período da noite. O que a gente pode dizer para as pessoas neste momento, é que fiquem atentas, evitem viajar sozinhas e tomem cuidado ao trafegar à noite”, garante.
O major afirma que não há condições de se manter um policiamento ostensivo em tempo integral, mas que ações estão programadas, visando acabar com o problema registrado. Na última sexta feira, barreiras policiais foram montadas na região dos assaltos, abordando veículos e pessoas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário